Show simple item record

dc.contributor.authorSIEWIERSKI, Henryk
dc.date.accessioned2019-10-24T19:20:53Z
dc.date.available2019-10-24T19:20:53Z
dc.date.created2017-02-28 01:24
dc.date.issued2017-01-03
dc.identifieroai:ojs.www.revistas.ufg.br:article/44850
dc.identifierhttp://www.revistas.ufg.br/lep/article/view/44850
dc.identifier10.5216/lep.v20i1.44850
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/20.500.12424/1032074
dc.description.abstractEste artigo discute, no âmbito da metafísica, o “eu poroso” e o “eu armado”, partindo uma radiografia das intuições religiosas e ateístas do século XX. A formulação teórica tem como base as conclusões do filósofo canadense Charles Taylor, na sua obra A Secular Age, que faz uma antinomia entre duas formulações do eu: o “eu poroso” (ou: self poroso) e o “eu armado” (ou: self protegido). O primeiro caso refere-se a um eu que se fez presente em eras passadas e que se deixava penetrar por crenças, superstições, anjos e demônios. O segundo é a forma contemporânea do eu armado e protegido com as conquistas da razão no campo da ciência e avanços da tecnologia. Ao contrário do eu poroso o eu armado tem sua autonomia garantida em face de elementos transcendentais e metafísicos. O corpus para a aplicação da teoria exposta é o escritor, filósofo e futurólogo polonês Stanisław Lem (1921, Lvov – 2006, Cracóvia), considerado um dos clássicos da ficção científica do século XX. Em sua obra ficcional, sobretudo, em Fantástico e futurologia a interface entre a ciência e a metafísica possibilita demonstrar a proposta de Charles Taylor. Aliás, o propósito deste ensaio é justamente apresentar essa interface, de modo a empregar a ficção como ação privilegiada para se colocar em questão os julgamentos acerca da ausência do “eu poroso”, ou do seu caráter anacrônico, no mundo “desencantado” de hoje.
dc.format.mediumapplication/pdf
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de Goiás - Campus Catalão
dc.relation.ispartofhttp://www.revistas.ufg.br/lep/article/view/44850/22285
dc.rightsDireitos autorais 2017 Linguagem: Estudos e Pesquisas
dc.sourceLinguagem: Estudos e Pesquisas; v. 20, n. 1 (2016)
dc.titleSTANISŁAW LEM: FICÇÃO NA ENCRUZILHADA DA CIÊNCIA COM A METAFÍSICA
dc.typeinfo:eu-repo/semantics/article
ge.collectioncodeOAIDATA
ge.dataimportlabelOAI metadata object
ge.identifier.legacyglobethics:10671078
ge.identifier.permalinkhttps://www.globethics.net/gtl/10671078
ge.lastmodificationdate2017-02-28 01:24
ge.lastmodificationuseradmin@pointsoftware.ch (import)
ge.submissions0
ge.oai.exportid149001
ge.oai.repositoryid1804
ge.oai.setnameTextos de autores convidados
ge.oai.setspeclep:TAC
ge.oai.streamid5
ge.setnameGlobeTheoLib
ge.setspecglobetheolib
ge.linkhttp://www.revistas.ufg.br/lep/article/view/44850


This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record