• Mamãe Oxum y la Madre Maria: santos, curanderos y religiones afro-brasileñas en Argentina

      Carozzi, Maria Julia; Frigerio, Alejandro (Universidade Federal da Bahia, 2017-01-19)
      .
    • Manuscritos afro-islâmicos do Brasil oitocentista: os amuletos árabes da coleção Nina Rodrigues

      Müller, Juliane (UFBA, 2020-11-07)
      Amuletos islâmicos de papel, com versículos do Qurʾān ou outros textos mágico-religiosos em escrita árabe, eram de amplo uso entre pessoas africanas no Brasil do século XIX. Este artigo oferece uma análise detalhada dos textos árabes em manuscritos talismânicos colecionados pelo médico e antropólogo baiano Raimundo Nina Rodrigues (1862-1906), que foram descritos e reproduzidos em seu livro Os Africanos no Brasil, publicado postumamente em 1932. A análise inclui reconstruções e traduções dos textos árabes e sua localização no contexto da tradição islâmica, comparando-os a outros manuscritos do Brasil e da África Ocidental. Finalmente, o artigo propõe um novo inventário dos amuletos árabes da coleção Nina Rodrigues.Palavras-chave: amuletos islâmicos - pessoas africanas no Brasil - manuscritos árabes - malês - Qurʾān. Abstract:Islamic amulets made of paper with Qurʾānic verses or other magico-religious texts in Arabic script were widely used by Africans in 19th-century Brazil. This article offers a detailed analysis of the Arabic writings in talismanic manuscripts collected by the Bahian physician and anthropologist Raimundo Nina Rodrigues (1862–1906), which were described and reproduced in his book Os Africanos no Brasil (“Africans in Brazil”), posthumously published in 1932. The analysis includes reconstructions and translations of the Arabic texts and their contextualization within Islamic tradition by comparing them to other manuscripts from Brazil and West Africa. Finally, the article proposes a new inventory of the Arabic amulets from the Nina Rodrigues collection.Keywords: Islamic amulets - Africans in Brazil - Arabic manuscripts - malês - Qurʾān. 
    • MAPEANDO O TRÁFICO TRANSATLÂNTICO DE ESCRAVOS

      Silva Jr., Carlos (Universidade Federal da Bahia, 2017-01-29)
      .
    • Mapeando o tráfico transatlântico de escravos

      Silva Jr., Carlos (UFBA, 2012-01-29)
      .
    • Mapping the Diaspora:: Afro-American Roots Tourism in Brazil

      Andrade Tosta, Antonio Luciano de (UFBA, 2021-11-30)
      Review of: PINHO, Patricia de Santana. Mapping Diaspora: African American Roots Tourism in Brazil. Chapel Hill: The University of North Carolina Press, 2018. 253 p.
    • Marcelina da Silva e seu mundo: novos dados para uma historiografia do candomblé ketu

      Castillo, Lisa Earl; Parés, Luis Nicolau (Universidade Federal da Bahia, 2017-01-27)
      .
    • Marcelina da Silva e seu mundo: novos dados para uma historiografia do candomblé ketu

      Castillo, Lisa Earl; Parés, Luis Nicolau (UFBA, 2007-01-27)
      .
    • Maria Bibiana do Espírito Santo – Senhora

      UFBA, Centro de Estudos Afro-Orientais - (Universidade Federal da Bahia, 2017-02-21)
      .
    • Maria Bibiana do Espírito Santo – Senhora

      UFBA, Centro de Estudos Afro-Orientais - (UFBA, 1967-11-28)
      .
    • Maria Duas Tranças and the Itaoca Weeping Rooster: Image, Catimbó, and Macumba in Fortaleza in The Beginning of the 40s

      de Almeida, Leonardo Oliveira (UFBA, 2022-06-19)
      A photograph published in the newspaper O Estado in the city of Fortaleza on April 1, 1941, shows Maria Duas Tranças standing with religious objects that were seized by the Departamento de Ordem Política e Social (Department of Political and Social Order – D.O.P.S) as criminal evidence of the practice of catimbó. In the picture, Maria is pointing to a newspaper on the table. The photo’s caption provides clues about the reasons for her gesture: “The ceremonial instruments and an edition of the ‘Gazeta’ that reported on the weeping rooster of Itaoca are separated”. That was the front page of the newspaper Gazeta de Notícias, which reported on a series of “demonic apparitions” that took place days before in a neighborhood located 8 km away from the place where Maria was arrested. In this article I analyze how this image produced connections between the two events, also seeking to contribute to studies of Afro-Indigenous religions in Ceará and to the publication of images produced by the local press.
    • Marinheiros, moleques e Heróis: alguns personagens da capoeira do Maranhão de fins do Século XIX (1880-1900)

      Pereira, Roberto Augusto A.; Universidade Federal do Rio de Janeiro (Universidade Federal da Bahia, 2018-09-05)
      Este artigo busca, a partir da análise de indícios da presença da capoeira no Maranhão nas duas últimas décadas do século XIX, traçar um breve e inicial panorama dessa prática no Estado, entre 1880-1900. Discute, ainda, partindo de um paralelo com a capoeira do Rio de Janeiro e da Bahia do mesmo período, algumas similaridades e diferenças dessa prática nesses locais.Palavras-chave: capoeira - Maranhão - século XIX.
    • Marinheiros, moleques e heróis: alguns personagens da capoeira do Maranhão de fins do Século XIX (1880-1900)

      Pereira, Roberto Augusto A. (UFBA, 2018-09-05)
      Este artigo busca, a partir da análise de indícios da presença da capoeira no Maranhão nas duas últimas décadas do século XIX, traçar um breve e inicial panorama dessa prática no Estado, entre 1880-1900. Discute, ainda, partindo de um paralelo com a capoeira do Rio de Janeiro e da Bahia do mesmo período, algumas similaridades e diferenças dessa prática nesses locais.Palavras-chave: capoeira - Maranhão - século XIX.
    • Marku Ribas: encruzilhadas afro-sônicas através da diáspora

      Queiroz, Rafael Pinto Ferreira de; Bocskay, Stephen (UFBA, 2020-11-07)
      Este ensaio pretende explorar a música do cantor, compositor e multi-instrumentista Marku Ribas. Utilizando-se das chaves teóricas propostas por Paul Gilroy, assim como de correntes epistemológicas como a Negritude[1] e o pan-africanismo, para abarcar o conteúdo estético e político da obra de Marku, situada numa estrutura rizomórfica da afrodiáspora, assim como de reafirmação de uma identidade negra. O texto está dividido em três seções. O ensaio primeiro discute a trajetória do músico antes de sua viagem, em 1968, à França. Posteriormente, há a análise do disco do grupo em que Marku Ribas participou em Paris, o Batuki. E, por último, uma discussão sobre seus dois primeiros discos solo, gravados em 1972 e 1975.Palavras-chave: Marku Ribas - exílio - música do Atlântico negro - afrodiáspora; pan-africanismo. Abstract:This essay explores the music of singer, songwriter, and multi-instrumentalist Marku Ribas. By using theoretical ideas proposed by Paul Gilroy, and epistemological lines of thought such as Négritude and pan-Africanism, this essay illustrates the expression of a rhizomorphic structure of African diaspora and a reaffirmation of black identity as seen in Marku’s oeuvre. Divided into three sections, the essay first discusses the musician’s trajectory before his trip to France in 1968. The analysis then turns to the group Batuki’s homonymous album, of which Marku participated in Paris. Lastly, the essay closes with an examination of his first two solo albums, which were recorded in 1972 and 1975.Keywords: Marku Ribas – exile – music of the black Atlantic – African diaspora – pan-Africanism.[1]       Neste artigo utilizamos as palavras “Negritude” e “negritude” com diferentes significados: a primeira com “N” maiúsculo se refere ao movimento da Négritude de Cesáire, Senghor e Damas, movimento político-literário da década de 1930 desenvolvido pelos autores em Paris, França. Já a grafia com “n” minúsculo se refere a um conceito multifacetado: “negritude passou a ser um conceito dinâmico, o qual tem um caráter político, ideológico e cultural. No terreno político, negritude serve de subsídio para a ação do movimento negro organizado. No campo ideológico, negritude pode ser entendida como processo de aquisição de uma consciência racial. Já na esfera cultural, negritude é a tendência de valorização de toda manifestação cultural de matriz africana. Portanto, negritude é um conceito multifacetado, que precisa ser compreendido à luz dos diversos contextos históricos.”. Petrônio Domingues, “Movimento da negritude: uma breve reconstrução histórica”, Mediações – Revista de Ciências Sociais, Londrina, v. 10, n. 1 (2005), pp. 25-40. É também uma alternativa de tradução do termo blackness.
    • Marx, Freud, fetiche, capitalismo e a religião iorubá

      Dias, João Ferreira (UFBA, 2020-07-07)
      Resenha de:MATORY, J. Lorand. The Fetish Revisited: Marx, Freud, and the Gods Black People Make. Durham: Duke University Press, 2018. 392p.
    • Mário Gusmão (1920-1996) - O Santo Guerreiro contra o Dragão da Maldade

      Bacelar, Jeferson (Universidade Federal da Bahia, 2017-01-26)
      .