Show simple item record

dc.contributor.authorOliveira,Maria Cecília Marins de
dc.date.accessioned2019-09-23T12:57:30Z
dc.date.available2019-09-23T12:57:30Z
dc.date.created2018-01-11 14:52
dc.date.issued2001-12-01
dc.identifieroai:scielo:S0104-40602001000200009
dc.identifierhttp://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602001000200009
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/20.500.12424/12216
dc.description.abstractA nova ordem política, instaurada com a Proclamação da República, exigiu a reformulação dos quadros político e administrativo no âmbito federal e no âmbito estadual. Em algumas áreas prevaleceram as práticas que vinham ocorrendo no período político anterior. No tocante à organização escolar, as mudanças propostas, na primeira Reforma de Ensino para o Distrito Federal, não repercutiram de forma imediata nas administrações estaduais. As tentativas estaduais visavam adaptar o novo regime de governo para uma educação que muito se distanciava da realidade social existente. No Paraná, diversos foram os Regulamentos tentando alterações na organização escolar para compatibilizar uma sistemática de ensino moderna e eficiente. As inovações na educação provenientes da Europa e dos Estados Unidos foram colocadas em prática nos estados economicamente mais prósperos, como São Paulo, servindo de referência e modelo para a sua implantação no Paraná. A criação de níveis escolares, como a escola maternal e os jardins de infância, a divisão das escolas primárias em simples e intermediárias e a implantação do ensino seriado, entre outras medidas, evidenciaram a influência estrangeira que aconteceu no Paraná mediante o modelo paulista. A necessidade de formar professores para atuarem no ensino primário foi preocupação constante das autoridades em relação à Escola Normal que, afinal, tornada independente em 1922, pode desenvolver, daí em diante, uma melhor orientação pedagógica. O quadro de escolas paranaenses, tanto públicas como particulares, apesar de restrito, completava-se na segunda década do século XX, compondo-se de escolas de nível primário, secundário, profissionalizante, técnico e superior.
dc.format.mediumtext/html
dc.languagept
dc.language.isopor
dc.publisherSetor de Educação da Universidade Federal do Paraná
dc.relation.ispartof10.1590/0104-4060.237
dc.rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess
dc.sourceEducar em Revista n.18 2001
dc.subjectorganização escolar
dc.subjectescola primária
dc.subjectescola profissionalizante
dc.titleOrganização escolar no início do século XX: o caso do Paraná
dc.typeinfo:eu-repo/semantics/article
ge.collectioncode0104-4060
ge.dataimportlabelOAI metadata object
ge.identifier.legacyglobethics:12407684
ge.identifier.permalinkhttps://www.globethics.net/gel/12407684
ge.lastmodificationdate2018-01-11 14:52
ge.lastmodificationuseradmin@pointsoftware.ch (import)
ge.submissions0
ge.oai.exportid149512
ge.oai.repositoryid1796
ge.oai.setnameEducar em Revista
ge.oai.setspec0104-4060
ge.oai.streamid2
ge.setnameGlobeEthicsLib
ge.setspecglobeethicslib
ge.linkhttp://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602001000200009


This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record