Show simple item record

dc.contributor.authorPatrícia Guimarães Vargas
dc.contributor.authorMaria de Fátima Cardoso Gomes
dc.date.accessioned2019-10-25T06:59:37Z
dc.date.available2019-10-25T06:59:37Z
dc.date.created2017-09-25 09:44
dc.date.issued2013
dc.identifieroai:redalyc.org:29826312011
dc.identifierhttp://www.redalyc.org/articulo.oa?id=29826312011
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/20.500.12424/1355133
dc.description.abstractO texto discute a influência do processo de escolarização no desenvolvimento mental e cultural de estudantes da educação de jovens e adultos (EJA) a partir de questões construídas no decorrer da pesquisa de mestrado intitulada Educação de jovens e adultos: novas práticas de leituras construindo novas identidades. O material empírico do estudo está situado nos relatos das histórias de vida e práticas de leitura dos estudantes de uma turma inicial de alfabetização de jovens e adultos da rede pública municipal de Belo Horizonte. Tais relatos possibilitaram-lhes a construção de discursos sobre suas formas de ser e estar no mundo e sobre suas práticas sociais, agora na perspectiva de sujeitos inseridos no universo da língua escrita. Além disso, instigaram algumas questões: Quais são os sentidos que jovens e adultos pouco ou não escolarizados constroem ao se inserirem no processo de alfabetização na escola? O ensino de conceitos científicos e escolares desencadeia processos de desenvolvimento mental e cultural nos jovens e adultos analfabetos? Com o propósito de tentar responder a tais perguntas, estabeleceu-se um diálogo entre as contribuições da psicologia histórico-cultural de Lev S. Vygotsky, do processo de alfabetização e de conscientização de Paulo Freire e da etnografia interacional. A análise de aspectos do desenvolvimento mental e cultural de um dos estudantes aspectos estes gestados social e discursivamente, dentro e fora da escola, pela mediação das práticas sociais e educacionais experienciadas em seu processo de escolarização revela-nos que a aprendizagem de conhecimentos científicos e escolares permitiu-lhe exercer novas práticas sociais no trabalho, na igreja e na família, ressignificando sua condição de ser e estar no mundo.
dc.format.mediumapplication/pdf
dc.languagept
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade de São Paulo
dc.relation.ispartofhttp://www.redalyc.org/revista.oa?id=298
dc.rightsEducação e Pesquisa
dc.sourceEducação e Pesquisa (Brasil) Num.2 Vol.39
dc.subjectEducación
dc.subjectAprendizagem Desenvolvimento Educação de jovens e adultos
dc.titleAprendizagem e desenvolvimento de jovens e adultos: novas práticas sociais, novos sentidos
dc.typeArtículo científico
ge.collectioncodeOAIDATA
ge.dataimportlabelOAI metadata object
ge.identifier.legacyglobethics:11338879
ge.identifier.permalinkhttps://www.globethics.net/gel/11338879
ge.lastmodificationdate2017-09-25 09:44
ge.lastmodificationuseradmin@pointsoftware.ch (import)
ge.submissions0
ge.oai.exportid149403
ge.oai.repositoryid3008
ge.oai.streamid2
ge.setnameGlobeEthicsLib
ge.setspecglobeethicslib
ge.linkhttp://www.redalyc.org/articulo.oa?id=29826312011


This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record