Show simple item record

dc.contributor.authorNigel Brooke
dc.contributor.authorNeimar da Silva Fernandes
dc.contributor.authorIsabela Pagani Heringer de Miranda
dc.contributor.authorTufi Machado Soares
dc.date.accessioned2019-10-25T06:59:57Z
dc.date.available2019-10-25T06:59:57Z
dc.date.created2017-09-25 09:44
dc.date.issued2014
dc.identifieroai:redalyc.org:29830062006
dc.identifierhttp://www.redalyc.org/articulo.oa?id=29830062006
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/20.500.12424/1355318
dc.description.abstractEste artigo compara duas abordagens de valor agregado para dados oriundos do survey educacional de recorte longitudinal, chamado GERES Estudo Longitudinal da Geração Escolar 2005, que acompanhou uma coorte de alunos de mais de 300 escolas públicas e privadas ao longo dos primeiros quatro anos do Ensino Fundamental. Ambas as abordagens utilizam modelos lineares hierárquicos, permitindo o agrupamento natural dos dados educacionais provenientes dos três níveis: aluno, turma e escola. Na primeira abordagem de valor agregado, constroem-se modelos cuja variável dependente é a proficiência do aluno em cada ano avaliado. Com um modelo distinto para cada ano é possível detectar fatores do aluno, da turma e da escola associados ao desempenho dos alunos. A segunda abordagem cria modelos para mostrar o efeito das covariáveis de aluno, turma e escola nas curvas de evolução da proficiência ao longo do período do estudo. Quando comparados os dois tipos de modelos de valor agregado, o primeiro foi o mais eficiente em diagnosticar os efeitos do ambiente e da prática pedagógica do professor, mas somente em determinados anos. Já o segundo tipo de modelo foi capaz de identificar curvas de evolução de proficiência de formatos distintos de acordo com determinadas características das escolas e dos alunos, mas foi menos sensível na identificação de variáveis associadas ao processo de formação de grupos e à prática pedagógica do professor. Os dois tipos de modelos de valor agregado oferecem indicações de processos de aprendizagem diferenciados para as disciplinas Língua Portuguesa e Matemática que mereceriam estudos adicionais.
dc.format.mediumapplication/pdf
dc.languagept
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade de São Paulo
dc.relation.ispartofhttp://www.redalyc.org/revista.oa?id=298
dc.rightsEducação e Pesquisa
dc.sourceEducação e Pesquisa (Brasil) Num.1 Vol.40
dc.subjectEducación
dc.subjectEstudo longitudinal Avaliação educacional Valor agregado GERES Modelos lineares hierárquicos
dc.titleModelagem do crescimento da aprendizagem nos anos iniciais com dados longitudinais da pesquisa GERES
dc.typeArtículo científico
ge.collectioncodeOAIDATA
ge.dataimportlabelOAI metadata object
ge.identifier.legacyglobethics:11339065
ge.identifier.permalinkhttps://www.globethics.net/gel/11339065
ge.lastmodificationdate2017-09-25 09:44
ge.lastmodificationuseradmin@pointsoftware.ch (import)
ge.submissions0
ge.oai.exportid149403
ge.oai.repositoryid3008
ge.oai.streamid2
ge.setnameGlobeEthicsLib
ge.setspecglobeethicslib
ge.linkhttp://www.redalyc.org/articulo.oa?id=29830062006


This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record