Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte) [Ensaio Research in Science Education] is a scientific publication of the Center for Science and Mathematics Education, CECIMIG (www.fae.ufmg/cecimig) – a center for science education research and outreach at the Faculty of Education at UFMG [Federal University of Minas Gerais] and of the Post-Graduate Education Program at UFMG. It is a publication of original research articles (empirical research reports or theoretical essays), articles of literature review (state of the art), and book reviews with themes of interest for the field of science education research. The journal seeks to attend to criteria of academic accuracy and social and educational relevance. The target public includes: researchers and post-graduate students in the areas of Scientific Education, Natural Sciences Education (Biology, Physics, Chemistry, Geosciences and Astronomy), Health and Environmental Education; undergraduate students and graduate students in the area of Natural Sciences and Related Technologies; researchers in related areas (Philosophy, Sociology, Psychology, Communication, etc.), working in collaboration with science education and teachers involved with science education at all levels (from pre-school through undergraduate courses).

News

The Globethics.net library contains articles of Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências as of vol. 1(1999) to current.

Recent Submissions

  • IDENTIDADE DOCENTE: PERCEPÇÕES DE PROFESSORES DE BIOLOGIA INICIANTES

    MELLINI,CAROLINA KIYOKO; OVIGLI,DANIEL FERNANDO BOVOLENTA (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2020-01-01)
    RESUMO: Este texto apresenta um estudo acerca da constituição da identidade profissional de professores de Biologia que estão no início de suas carreiras. Para o desenvolvimento da pesquisa foram realizadas entrevistas semiestruturadas com quatro professores egressos do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas oferecido por uma instituição pública federal de educação superior, que estão em exercício docente. As informações levantadas foram interpretadas à luz da Análise Textual Discursiva e apontam: (i) que a identidade profissional é construída a partir das relações sociais e que a identificação com a profissão durante a formação inicial está relacionada com a intenção do aluno, logo nos primeiros anos da faculdade, em seguir a carreira docente ou não; (ii) que os saberes docentes são elementos que fazem parte da identidade do professor e que o Estágio Curricular Supervisionado e programas de iniciação à docência são de suma importância na formação do professor.
  • A NATUREZA DA CIÊNCIA PELAS LENTES DO CURRÍCULO: NORMATIVIDADE CURRICULAR, CONTEXTUALIZAÇÃO E OS SENTIDOS DE ENSINAR SOBRE CIÊNCIAS

    Moura,Cristiano; CAMEL,TÂNIA; GUERRA,ANDREIA (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2020-01-01)
    RESUMO: Pesquisas na área de Educação em Ciências apontam a importância de se ensinar sobre ciências na educação básica e na formação de professores de ciências, o que se materializa em torno do construto “Natureza da Ciência” (NdC). Apesar de reconhecer o consenso em torno ao tema, entendemos ser importante debatermos sobre o ensino de NdC à luz do debate sobre o porquê ensinar ciências. De forma a contribuir para esse debate, propomos nesse ensaio teórico analisar os tipos de fenômenos educacionais que as três propostas para o ensino de NdC mais citadas na literatura de ensino de ciências habilitam ou desabilitam. Para tal, utilizamos dois aspectos de debates sobre currículo: o da reconceptualização e seus desdobramentos para o entendimento sobre currículo e o da função prescritiva-normativa de documentos curriculares. Nossa análise constata o afastamento do questionamento sobre os fins do ensino sobre as ciências nas propostas analisadas e o caráter prescritivo-normativo de todas elas.
  • DAVID BLOOR E O “PROGRAMA FORTE” DA SOCIOLOGIA DA CIÊNCIA: UM DEBATE SOBRE A NATUREZA DA CIÊNCIA

    MASSONI,NEUSA TERESINHA; MOREIRA,MARCO ANTONIO (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2020-01-01)
    RESUMO: Este texto apresenta uma visão introdutória à sociologia do conhecimento de David Bloor, chamando a atenção a que o debate (sociológico ou não) em torno da natureza da ciência não terminou e que, nesta visão, a sociologia assume uma característica comum à própria ciência, isto é, não tem perguntas nem respostas finais. São abordados os quatro princípios-fundamentais do que Bloor chama de “programa forte” da sociologia do conhecimento, segundo o qual ela deve ser causal, imparcial, simétrica e reflexiva. Além desses princípios, são discutidas as posições de Bloor em relação a conceitos como empirismo, verdade e realidade, experiência e crença, e epistemologias como as de Popper, Kuhn, Durkheim e Latour. Algumas implicações desta visão para a educação científica são também discutidas.
  • O MUSEU CIÊNCIA E VIDA INVESTIGA SEU PÚBLICO: PROFESSORES

    DAHMOUCHE,MÔNICA SANTOS; PIRES,ANDREA MAIA GONÇALVES; Cazelli,Sibele (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2020-01-01)
    RESUMO: Conhecer as expectativas e vivências dos professores que visitaram o Museu Ciência e Vida durante seus primeiros anos de atividades foi a principal motivação para a pesquisa desenvolvida, cujos achados são apresentados e discutidos neste artigo. Tendo Wagensberg e Melguizo como pano de fundo, contextualizado com auxílio da pesquisa de hábitos culturais dos moradores de Duque de Caxias, investigou-se a prática de visitação a museus do professor que esteve nesta instituição, considerando também os antecedentes da visita, a opinião do professor, bem como seu perfil demográfico e sociocultural. Problematizaram-se os desafios impostos por estas visitas a fim de otimizar a comunicação com esse segmento de público, tornando o Museu um espaço socialmente mais inclusivo. Os achados da pesquisa são motivadores e surpreendentes, visto que ficou evidente que os professores se sentem contemplados com as atividades educativas oferecidas pelo Museu Ciência e Vida.
  • EL EFECTO VOLTA. UN CASO DE ESTUDIO SOBRE LA PRODUCCIÓN DE EFECTOS SENSIBLES Y LOS PROCESOS DE TEORIZACIÓN EN CIENCIAS

    Barrios,Marina Garzón; Vargas,Liliana Tarazona; Osorio,Sandra Sandoval; Sánchez,José Francisco Malagón; Manrique,María Mercedes Ayala (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2020-01-01)
    RESUMEN: En este artículo presentamos algunas reflexiones sobre las relaciones entre la percepción, la producción de efectos sensibles y los procesos de síntesis teórica en la construcción de conocimiento en ciencias. Para explicitar estas relaciones, realizamos un estudio histórico-crítico del trabajo de Alessandro Volta (1745-1827) sobre la pila voltaica y el circuito eléctrico. Volta detecta y reproduce ciertos efectos eléctricos mediante experimentos que le permiten percibir la continuidad y direccionalidad del fluido eléctrico mientras constituye proposiciones teóricas sobre la electricidad. Este caso ilustra el proceso constructivo de conocimiento que es necesario considerar al establecer criterios para la enseñanza de las ciencias.
  • O USO DO TESTE DE ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA BÁSICA NO BRASIL: UMA REVISÃO DA LITERATURA

    Vizzotto,Patrick Alves; PINO,JOSÉ CLÁUDIO DEL (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2020-01-01)
    RESUMO: O Test of Basic Scientific Literacy - TBSL é uma das ferramentas de inferência do nível de Alfabetização Científica de estudantes. Elaborado por Laugksch e Spargo, o teste é referendado no contexto nacional e internacional. No Brasil, foi traduzido por Nascimento-Schulze e, desde então, pesquisas foram conduzidas usando-o como instrumento. Visando explorar os estudos brasileiros, apresenta-se uma revisão de literatura com o intuito de conhecer a produção nacional que tem feito uso do TBSL. Encontramos 17 produções. Os trabalhos destacaram a sua estrutura teórica e a referência em pesquisas internacionais, bem como a sugestão de estudos de redução instrumental. Com esse artigo, espera-se reunir as experiências que utilizaram essa ferramenta e, assim, conhecer os proveitos e desafios de usá-la.
  • AS DIMENSÕES SOCIAIS DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA EM LIVROS DIDÁTICOS INTEGRADOS DE CIÊNCIAS DO 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

    VIECHENESKI,JULIANA PINTO; SILVEIRA,ROSEMARI MONTEIRO CASTILHO FOGGIATTO; CARLETTO,MARCIA REGINA (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2020-01-01)
    RESUMO: Este artigo apresenta os resultados de um estudo que analisou as abordagens relativas às dimensões sociais da ciência e da tecnologia em livros didáticos integrados de ciências humanas e da natureza do 4º ano do Ensino Fundamental. A perspectiva metodológica foi de natureza qualitativa e optou-se pelo uso de técnicas de análise de conteúdo com base em Bardin (2011). Os resultados indicaram que as relações ciência-tecnologia-sociedade (CTS) recebem espaço pouco expressivo nos livros didáticos e sua abordagem reflete uma visão de ciência e tecnologia socialmente neutras. Sugere-se a incorporação crítica das inter-relações CTS nos livros didáticos e reitera-se a necessidade de formação docente continuada, nas quais sejam privilegiadas a reflexão, o diálogo e o apoio de professores formadores na concretização de um ensino mais crítico quanto às dimensões sociais do desenvolvimento científico-tecnológico.
  • SER PROFESSOR DE FÍSICA: REPRESENTAÇÕES SOCIAIS NA LICENCIATURA

    ORTIZ,ADRIANO JOSÉ; Magalhães Júnior,Carlos Alberto de Oliveira (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2019-01-01)
    RESUMO: Neste trabalho, investigamos as representações sociais de ingressantes e de concluintes de licenciatura em Física de duas instituições públicas do estado do Paraná sobre “ser professor de Física”. Os dados foram coletados com 54 licenciandos, por meio da técnica de evocação livre de palavras, que, na sequência, foram organizadas em grupos semânticos. Esses dados foram utilizados para a construção de quadros de quatro casas que possibilitaram identificar núcleo central e periferia das representações sociais. Entre os alunos dos primeiros anos, os elementos do núcleo se concentraram em uma perspectiva tradicionalista e positivista de ensino, apesar de haver a preocupação em desenvolver uma prática reflexiva. Tal resultado também permaneceu nos grupos de concluintes, indicando que a formação inicial não influenciou, de forma significativa, suas representações, que se aproximam mais ao senso comum do que aos conhecimentos científicos referentes à profissão docente.
  • DICUMBA: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA DE ENSINO A PARTIR DA PESQUISA EM SALA DE AULA

    BEDIN,EVERTON; PINO,JOSÉ CLAUDIO DEL (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2019-01-01)
    RESUMO: Compreendendo que, às vezes, a metodologia docente utilizada em sala de aula faz com que o processo de ensino-aprendizagem se desenvolva de forma não qualificada, arbitrária e linear, este artigo propõe a metodologia Dicumba; uma metodologia de pesquisa em que o estudante se torna construtor dos próprios saberes a partir da vivência, da curiosidade e do interesse. A metodologia foi desenvolvida em uma perspectiva de conhecimento modelado a partir da teia construtivista-colaborativa, possibilitando um planejamento de educação real e sistematizado, fundamentado na aprendizagem e no pleno desenvolvimento do sujeito. Esta constitui a figura do professor como um facilitador do processo de aprendizagem, instigando o aluno, por meio da emoção e da problematização, a se compor como responsável pela sua formação, construindo e reconstruindo conhecimentos através das descobertas.
  • A CONSTITUIÇÃO DE NORMAS E PRÁTICAS CULTURAIS NAS AULAS DE CIÊNCIAS: PROPOSIÇÃO E APLICAÇÃO DE UMA FERRAMENTA DE ANÁLISE

    Nascimento,Luciana de Abreu; Sasseron,Lúcia Helena (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2019-01-01)
    RESUMO: Atualmente, defende-se que os objetivos do ensino de ciências abranjam a participação dos estudantes nas dimensões conceitual, social, epistêmica e material do trabalho científico. Nesse contexto, emergem estudos sobre como normas e práticas das comunidades científicas podem ser promovidas na escola, criando a necessidade de ferramentas que possibilitem esse processo de análise. Neste trabalho, apresentamos uma ferramenta sustentada em referências que compreendem a construção do conhecimento como uma prática social e que auxilia na identificação de operações de professores e estudantes que evidenciam como normas e práticas científicas são partilhadas em aula. Em um exemplo de aplicação da ferramenta, buscamos apontar suas possibilidades de uso e seu potencial para relacionar normas e práticas.
  • DESAFIOS E POTENCIALIDADES EM INTERVENÇÕES CURRICULARES NA PERSPECTIVA DA ABORDAGEM TEMÁTICA

    FERREIRA,MARINÊS VERÔNICA; MUENCHEN,CRISTIANE; Auler,Décio (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2019-01-01)
    RESUMO: O presente trabalho tem por objetivo identificar, analisar e socializar configurações curriculares, na área de Ciências da Natureza, estruturadas mediante a abordagem temática e, com isso, sinalizar possíveis encaminhamentos para constituição de currículos estruturados nesta perspectiva. Participaram da pesquisa treze professores do Ensino Médio de Escolas Estaduais de Santa Maria/RS. Da análise emergiram as categorias: Formação inicial de professores: dificuldades no desenvolvimento de intervenções curriculares na perspectiva de temas; Investigação Temática: limites apontados na definição do tema; Intervenções curriculares: dificuldades quanto à organização do tempo para planejamento na escola; Interdisciplinaridade: desafios a serem enfrentados; Engajamento: potencialidade destacada no desenvolvimento dos trabalhos e intervenções curriculares a partir da abordagem temática: aprendizagem como potencialidade destacada. Espera-se que este trabalho contribua na visibilidade às práticas de reorientação curricular que estão sendo desenvolvidas em ambientes escolares, favorecendo a reflexão docente com relação tanto às potencialidades como às alternativas de minimização das dificuldades vivenciadas pelas intervenções curriculares realizadas.
  • MAPEAMENTO DOS CLUBES DE CIÊNCIAS DA AMÉRICA LATINA E CONSTRUÇÃO DO SITE DA REDE INTERNACIONAL DE CLUBES DE CIÊNCIAS

    TOMIO,DANIELA; HERMANN,ANDIARA PAULA (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2019-01-01)
    RESUMO: No Brasil e em outros países da América Latina existem coletivos que buscam com os Clubes de Ciências romper a forma tradicional de organização dos tempos e espaços destinados convencionalmente pelas escolas para o ensino de Ciências. Assim, objetivou-se investigar modos de organização de Clubes de Ciências a fim de mapear e compartilhar experiências desses contextos escolares. Para isso, foi realizada uma pesquisa na internet de Clubes de Ciências de escolas de países latino-americanos. Com o levantamento, elaborou-se um site, constituindo a Rede Internacional de Clubes de Ciências. Foi possível mapear Clubes de Ciências distribuídos em doze países e com as informações sistematizadas podem-se produzir conhecimentos que permitem aprender sobre estes contextos em sua diversidade de experiências.
  • AS DISCIPLINAS CIENTÍFICAS DO ENSINO BÁSICO NA LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL BRASILEIRA NOS ANOS DE 1960 E 1970

    QUEIROZ,MARIA NEUZA ALMEIDA; HOUSOME,YASSUKO (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2018-01-01)
    RESUMO: O presente estudo revela o espaço reservado ao ensino científico, pela análise da presença das disciplinas da Ciências da Natureza (Ciências, Física, Química e Biologia) nos currículos do ensino secundário na vigência da Lei 4.024/1961 (LDB/1961) e no 2º Grau na reforma de 1971 (Lei 5.692/1971). Tais leis vigoraram em um momento histórico de grandes inovações no ensino de Ciências em diversas partes do mundo, bem como de influências e intervenções externas no sistema educacional brasileiro. Apresentamos a análise de documentos que nortearam as organizações curriculares a nível nacional, bem como de alguns Estados da federação brasileira nesse contexto de mudanças. O discurso das leis indica que essas não foram efetivadas por meio das instruções e normas educacionais mais específicas, pois o número de aulas reservado às disciplinas científicas bem como a presença dessas nas séries não tiveram aumento em relação à organização curricular da reforma anterior (Reforma Capanema).
  • A CONSTRUÇÃO DO PERFIL DE UM GRUPO PIBID/QUÍMICA A PARTIR DAS MEMÓRIAS COMO UM INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS

    Broietti,Fabiele Cristiane Dias; STANZANI,ENIO DE LORENA; DESSIMONE,MARIANA LAISE (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2019-01-01)
    RESUMO: O foco central desta investigação está em discutir as potencialidades e contribuições de um instrumento de coleta de dados denominado “memórias”, considerando sua capacidade de apoiar a construção de um esboço do perfil de um grupo PIBID. Os resultados apontam que o grupo se preocupa com uma formação fundamentada em referenciais teóricos da área, visando estabelecer um espaço de pesquisa que integre escola e universidade, além de incentivar a participação dos estudantes em eventos científicos. A utilização das memórias possibilitou também identificar a frequência de participação dos sujeitos nas discussões, a fim de realizar reconduções nas atividades. Destaca-se ainda a possibilidade de estender essas reflexões a outros grupos de estudo e pesquisa, com o propósito de expor potencialidades e limites do grupo.
  • ENSINO DE BOTÂNICA NA LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA DO RIO DE JANEIRO: CONTRIBUIÇÕES DOS PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR

    Fonseca,Liliane Ramos da; Ramos,Paula (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2018-01-01)
    RESUMO: Objetivando analisar concepções e saberes docentes dos professores da área de Botânica na Licenciatura em Ciências Biológicas realizamos um grupo focal em uma universidade pública carioca, cuja análise culminou na organização dos resultados e discussões em três unidades temáticas: Função social da universidade, Formação em Licenciatura e Ensino de Botânica; as quais se resumem em objetivos mais direcionados à formação do biólogo, com ênfase em conhecimentos científicos pouco relacionados aos conhecimentos pedagógicos e à prática escolar. Isso se reflete no desinteresse dos licenciandos pela Fitologia, favorecendo também sintomas da Cegueira Botânica na escola básica. Destarte, há a necessidade do diálogo entre universidade e escola, e a valorização de abordagens pedagógicas na licenciatura que favoreçam o apreço pela aprendizagem da Botânica.
  • USINA: ARTICULAÇÕES ENTRE ENSINO, LITERATURA E INTERAÇÕES ENTRE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE

    OLIVEIRA,DAIANE QUADROS DE; GONÇALVES,FÁBIO PERES (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2019-01-01)
    RESUMO: Nesse artigo se apresenta a análise da obra literária Usina do autor brasileiro José Lins do Rego, a fim de identificar a sua potencialidade para abordagens de interações entre Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) no ensino de ciências da natureza. O livro foi submetido aos procedimentos da Análise Textual Discursiva (ATD). A análise foi organizada a partir de três categorias a priori e uma emergente: a visão salvacionista da ciência e da tecnologia e sua contradição; determinismo tecnológico; tecnocracia; e a relação entre cultura e tecnologia. Dentre os resultados podemos destacar que o livro Usina pode colaborar para: problematizar mitos relacionados ao desenvolvimento científico e tecnológico, de modo a favorecer o questionamento do otimismo e do pessimismo relacionado a ele; fomentar debates sobre a tomada de decisão no que concerne à tecnologia e seus impactos; e discutir como o desenvolvimento científico e tecnológico influencia as culturas.
  • A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS NA PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR SOBRE A FLUTUAÇÃO PARA VIDA NO PLANETA: PELOS CAMINHOS DA CO-DOCÊNCIA

    SANTOS,ARMANDO GIL FERREIRA DOS; QUEIROZ,GLORIA REGINA PESSOA CAMPELLO; DOMINGOS,PATRÍCIA; CATARINO,GISELLE FAUR DE CASTRO (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2019-01-01)
    RESUMO: A formação de professores tem sido discutida procurando destacar as suas exigências legais, as responsabilidades do futuro profissional docente no atual contexto escolar e como essa formação é oportunizada nas universidades e demais instituições de ensino superior. Apresentamos nesta investigação, na forma de um estudo de caso, os aspectos que potencializam a co-docência na formação de professores e as possibilidades para o desenvolvimento de práticas docentes na perspectiva interdisciplinar, trazendo um exemplo sobre a importância da flutuação para a vida no planeta. Para auxiliar a compreensão dos conceitos que permeiam essa investigação, buscamos dialogar com alguns autores, como: Shulman, Roth e Boyd, Pombo e Bakhtin. Os nossos sujeitos de pesquisa que viabilizaram a triangulação dos dados coletados são duas professoras formadoras, sendo uma delas de Física e a outra de Biologia e dezessete licenciandos dos cursos de Biologia, Física e Pedagogia, reunidos em uma disciplina eletiva. Utilizamos, como percurso metodológico, os recursos da videogravação das aulas em ação co-docente, junto aos licenciandos, tendo o laboratório LIEC de uma universidade pública do Rio de Janeiro como ambiente de formação inicial. A partir dos dados constituíram-se episódios que explicitam momentos de coaprendizagem entre os formadores e entre os discentes das diferentes áreas e que são analisados à luz das ideias de Bakhtin.
  • A EXPERIÊNCIA DE ADOLESCENTES AO VISITAR UM MUSEU DE CIÊNCIA: UM ESTUDO NO MUSEU DA VIDA

    Massarani,Luisa; Reznik,Gabriela; Rocha,Jessica Norberto; Falla,Sigrid; Rowe,Shawn; Martins,Alanna Dahan; Amorim,Luis Henrique (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2019-01-01)
    RESUMO: Neste estudo exploratório, de caráter qualitativo, objetivamos compreender a experiência de adolescentes em museus de ciência em visita fora do contexto escolar. Em particular, apresentamos a análise da visita de cinco grupos, entre 14 e 17 anos, de escolas públicas, à exposição “Passado e Presente - ciência, saúde e vida pública”, localizada no Castelo Mourisco do Museu da Vida, da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. Os resultados indicam que, durante as visitas, esse público interagiu intensamente nas relações entre três elementos fundamentais no modelo teórico adotado: os módulos expositivos, os próprios visitantes e os mediadores. Esse dado, associado à análise de trechos específicos das visitas, sugere que, quando os adolescentes vão ao museu, eles podem vivenciar diversas experiências que permitem tornar esse espaço de aprendizagem não formal interessante, excitante e motivador, e, consequentemente, oferecer oportunidades de aprendizagem por livre escolha e de discussão sobre a ciência e temáticas que a tangenciam.
  • REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE ESTUDANTES DE BIOLOGIA SOBRE AS FUTURAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS

    KRÜTZMANN,FÁBIO LUIS; TOLENTINO NETO,LUIZ CALDEIRA BRANT DE (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2019-01-01)
    RESUMO: O presente artigo investiga as Representações Sociais, teoria proposta por Serge Moscovici, de 190 estudantes de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Santa Maria entre os anos de 2016 e 2018 sobre as futuras profissões: professor e biólogo. Por meio de questionários obtivemos informações sobre o perfil dos estudantes deste curso, assim como suas representações das atividades profissionais. Reunimos 332 palavras diferentes que ajudam a caracterizar a identidade profissional dos acadêmicos a partir dos termos indutores “professor é” e “biólogo é”. Ao serem questionados sobre biólogo as respostas orbitam em torno da palavra pesquisador, curioso, amor e importante. Enquanto as respostas para professor centraram-se em educador, ensinar e essencial. Os resultados encontrados contribuem com estudos de formação de professores/biólogos e com reformas e adaptações curriculares dos cursos de Ciências Biológicas.
  • MOBILIZANDO OS SABERES DOCENTES: RUMO À COMPREENSÃO DOS PROCESSOS BIOLÓGICOS EM UMA PERSPECTIVA SISTÊMICO-COMPLEXA

    Andrade-Monteiro,Angélica Suelle França de; Brayner-Lopes,Fernanda Muniz; Carneiro-LeãoI,Ana Maria dos Anjos (Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, 2019-01-01)
    RESUMO: Esta pesquisa emergiu do grupo de pesquisa de Formação de Professores, sob a perspectiva da Biologia sistêmico-complexa. O objetivo foi descrever a mobilização dos Saberes Docentes nos processos cognitivos durante o MoMuP-PE, valorizando a triangulação dos dados e a reelaboração conceitual numa perspectiva sistêmico-complexa. O material para análise emergiu da tese de Brayner-Lopes, cujo foco foi o Esquema Conceitual Individual e as entrevistas. Foi analisado o processo de mobilização dos Saberes Docentes no intuito de traçar um paralelo de desenvolvimento cognitivo durante todo o MoMuP-PE. Os resultados descritos reforçam a concepção da importância em desenvolver pesquisas de forma cooperativa, possibilitando a ampliação de propostas alinhadas com diferentes formas de perceber a Biologia e a prática docente.

View more