The journal História da Educação is maintained by the Rio Grande do Sul Association of Researchers in História da Educação, with the support of the Federal University of Rio Grande do Sul, Federal University of Santa Maria and the Federal University of Pelotas. It has been published quarterly in Brazil since 1997. The topic it covers is the field of História da Educação and its mission is to be a vehicle for the dissemination of studies in historiography of education. It aims mainly at disseminating the results of research done by teachers and undergraduate and graduate students, and its target public is teachers, students, researchers and people interested in history of education. História da Educação was the first brazilian journal specialized in this field. The inaugural issue was published on April 28, 1997, on the occasion of the first meeting of the Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, which took place in São Leopoldo/RS.

News

The Globethics.net library contains articles of História da Educação as of 1(1997) to current.

Recent Submissions

  • EVOLUÇÃO HISTÓRICO-LEGAL DO REGIME DE GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DA ESCOLA PÚBLICA PORTUGUESA: DOS DESCOBRIMENTOS ATÉ À PRIMEIRA REPÚBLICA

    Carvalho,Maria João de; Soares,Teresa (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO Sabemos que a escola assumiu diferentes concretizações sócio-históricas, que vão desde a sua realização inicial como instituição familiar passando pela escola enquanto instituição religiosa para finalmente se transformar em instituição estatal (Ciscar, Uría, 1988). É por este caminho evolutivo que se pretende fazer uma breve incursão, no pressuposto de que o passado sempre explica o presente e nos aponta rumos para o futuro. Procederemos, assim, a uma retrospetiva histórica e legal que nos permita conhecer a evolução dos modelos de gestão e administração, em particular dos órgãos diretivos, da escola pública portuguesa desde os descobrimentos até à 1º República.
  • EDUCAÇÃO RURAL EM PORTUGAL COMO OBJETO DE ESTUDO: POSSIBILIDADES DE ESPECIFICAÇÕES CONCEITUAIS (1990-2018)

    Santos,Flávio Reis; Silva,Magda Valéria (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO Os objetivos do presente artigo são contextualizar a educação rural como objeto de estudo e apontar possíveis definições sobre a educação rural em Portugal no decurso da segunda metade do século XX para as duas primeiras décadas do século XXI. Para materializar o estudo, empreendemos revisão e análise da produção bibliográfica portuguesa sobre a temática, pois entendemos que os artigos científicos, teses, dissertações, livros e demais documentos constituem fonte inesgotável de informações, que proporcionam ao investigador examiná-las em profundidade para encontrar inconsistências e divergências sobre o objeto estudado. Constatamos que a educação rural deve ter por princípio o reforço dos vínculos de pertencimento e resistência das populações locais por meio de atividades educativas específicas para a efetiva construção do conhecimento, com vistas à promoção e garantia do direito à educação e escolarização, prática e disseminação das culturas e desenvolvimento econômico coletivo das populações rurais.
  • PENSÕES E ENXOVAIS: INVESTIMENTOS FAMILIARES COM A INSTRUÇÃO EM INTERNATOS NA CORTE IMPERIAL DO RIO DE JANEIRO (SÉCULO XIX)

    Conceição,Joaquim Tavares da (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO Este artigo é uma abordagem histórica a respeito dos investimentos de famílias para o ingresso e estada de seus filhos e filhas nos internatos particulares da Corte Imperial do Rio de Janeiro (XIX). A educação dispensada nos internatos constituía-se em privilégio de classes ou de posições sociais de famílias abastadas, segmentos que podiam fazer face aos dispêndios do internato. O investimento das famílias com o internamento de seus filhos correspondia principalmente ao pagamento da mensalidade ou pensão (alimentação e alojamento), preparação do enxoval e pagamento pelo uso de utensílios do internato. O investimento com a educação nos internatos era uma estratégia de reprodução para as classes ricas e médias, de manutenção de posição social e das expectativas que depositavam nas futuras gerações.
  • LA OPERACIÓN DEL DISPOSITIVO DE SEXUALIDAD EN LAS IDENTIDADES EMOCIONALES ATRIBUIDAS A LOS NIÑOS EN LOS LIBROS DE LECTURA ESPAÑOLES Y COLOMBIANOS EN LA PRIMERA MITAD DEL SIGLO XX

    Serrano-López,Federico Guillermo (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMEN En los libros de lectura para la escuela primaria españoles y colombianos de la primera mitad del siglo XX es frecuente atribuir a los protagonistas de las lecturas una identidad emocional fija y un fondo instintivo que son revelados por sus comportamientos. Se estudiará la relación del uso de estas atribuciones con las estrategias para preparar la subjetividad infantil en cuanto a sus reacciones frente al deseo, el placer y las relaciones sociales. Se sostiene que esas estrategias hacen parte de la operación del dispositivo de sexualidad (conforme lo entiende Foucault). Se concluye que el sexo parece jugar allí el rol de determinación fundamental del instinto y el yo, de allí la relevancia que cobra la preparación para la sexualidad en la estructuración del proyecto escolar.
  • POR QUE SÓ OS POBRES FAZEM GREVE?

    Cipriani,Cristian (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
  • PEDAGOGIA DO OPRIMIDO COMO REFERÊNCIA: 50 ANOS DE DADOS GEOHISTÓRICOS (1968-2017) E O PERFIL DE SEU LEITOR

    Santana,Otacilio Antunes; Souza,Suzana Carvalho de (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO Após cinquenta anos da publicação do livro Pedagogia do Oprimido, surge a demanda em refazer os caminhos da sua apropriação como referência (citação e leitura), para se analisar até que ponto a tentativa de banir o livro Pedagogia do Oprimido, e por consequência, seu autor, deu certo (Hipótese 1). Outro tópico que foi verificado foi se os pesquisadores que mais referenciaram o livro, são daqueles países ditos colonizados-dependentes (Hipótese 2) e se o perfil dos leitores do livro foram os que teoricamente estavam sob opressão (Hipótese 3). A intenção desse texto não foi fazer uma discussão ou interpretação contextual, epistemológica e ontológica do conteúdo do livro, a intenção foi focar na análise bibliométrica geohistórica e no perfil dos leitores.
  • EL PROCESO DEPURADOR EN LA ENSEÑANZA PRIMARIA DURANTE LA ESPAÑA FRANQUISTA: UN ESTUDIO DE CASO EN LA PROVINCIA DE SANTA CRUZ DE TENERIFE

    Lorenzo,Manuel Ferraz (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMEN El trabajo que presentamos trata de analizar el proceso depurador desarrollado en la enseñanza primaria a partir de julio de 1936. Tengamos presente que el golpe de Estado irrumpe en la provincia de Santa Cruz de Tenerife y que las medidas represoras debían ser contundentes y ejemplarizantes para el resto de las zonas sometidas con posterioridad. Además de las autoridades políticas, los maestros fueron uno de los colectivos más perseguidos y reprimidos por sus actuaciones educativas, culturales y sociales. La rapidez y la contundencia en las detenciones y condenas aparecen claramente reflejadas en los documentos civiles y militares consultados. La metodología utilizada se centra en el análisis y la interpretación cualitativa de datos de archivo, de los boletines oficiales y de la prensa consultada.
  • SABERES PROFISSIONAIS DO PROFESSOR QUE ENSINA GEOMETRIA: PROPOSTAS BELGAS NO RELATÓRIO DE LUIZ REIS (1892)

    Conceição,Gabriel Luís da; Silva,Maria Célia Leme da (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO A presente investigação estuda os saberes profissionais do professor que ensina geometria, em circulação no Brasil, no final do século XIX. Em específico, busca-se caracterizar estes saberes nos relatos de Luiz Augusto dos Reis, professor brasileiro em missão pedagógica na Europa, especificamente na Bélgica. Assim sendo, pergunta-se: que saberes profissionais, para ensinar geometria nos primeiros anos escolares, podem ser caracterizados na análise dos registros de viagem do professor Luiz Reis? Para responder à questão, ampara-se nos estudos de Hofstetter e Schneuwly (2017) e utiliza-se, como fonte de investigação, o relatório de viagem produzido pelo docente. Pode-se dizer que Reis coloca em circulação, por meio de seu relatório, o que se espera do professor para o ensino de geometria no final do século XIX, um saber profissional em sintonia direta com as propostas do método intuitivo. As análises indicam uma alteração nos saberes a ensinar, outra ordem didático-pedagógica é recomendada. As mudanças no saber a ensinar articulam-se com a mobilização das ferramentas indicadas como saberes para ensinar, evidenciadas pelas atividades dos trabalhos manuais, de desenho, e das medidas. Está em jogo um novo saber profissional para o professor que ensina geometria, uma nova geometria para ensinar.
  • LA EXPANSIÓN DEL ESTADO ARGENTINO SOBRE LOS TERRITORIOS PATAGÓNICOS A FINES DEL SIGLO XIX: INTEGRACIÓN Y RESISTENCIA DE LOS PUEBLOS INDÍGENAS FRENTE A LA ESTRATEGIA RELIGIOSA-EDUCATIVA

    Duarte,Oscar Daniel (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMEN Hacia fines del siglo XIX el Estado argentino inició el proceso de ocupación de la Patagonia. Esto implicó la necesidad de extender las instituciones del Estado para la dominación de los pobladores originarios. Este artículo, resultado de investigaciones previas sobre la política de expansión estatal argentina en la Patagonia, propone dos ejes de análisis: por un lado, mostrar las limitaciones del Estado argentino para llevar sus instituciones al territorio valiéndose para ello de la actividad de otros sujetos tales como la congregación salesiana. Por otro lado, mostrar las estrategias con las que el Estado nacional, los salesianos y los pobladores originarios se vincularon, especialmente por medio de la educación, integrando el territorio al mercado y al Estado argentino.
  • ESCOLARIZAÇÃO, CULTURAS E INSTITUIÇÕES: ESCOLAS ÉTNICAS ITALIANAS EM TERRAS BRASILEIRAS

    Belusso,Gisele (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
  • ¿MODERNIZACIÓN INSTITUCIONAL O MOVIMIENTO DEMOCRATIZADOR DE LA EDUCACIÓN SUPERIOR CHILENA? UNA REINTERPRETACIÓN DE LA TRAYECTORIA PREVIA A LA DICTADURA CIVIL-MILITAR (1920-1973)

    Rifo,Mauricio (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMEN El presente artículo tiene por objetivo reinterpretar las transformaciones en la educación superior chilena entre los años 1920 y 1973 desde una mirada que sostiene que estas transformaciones son un proceso de modernización institucional a la comprensión de este proceso como una lucha del movimiento democratizador de la educación por redefinir cuestiones como la ciencia, la religión, la formación profesional, la investigación, la regulación pública a través del Estado, la vinculación con la sociedad y la valoración de la educación como derecho humano universal desde la acción de estudiantes y académicos/as promotores/as de diseños democráticos para la universidad. La estrategia metodológica empleada en este estudio fue el diseño cualitativo de producción y análisis de datos para analizar e interpretar los datos se utilizaron elementos del análisis semántico y análisis de contenido del discurso.
  • GOLPES Y BRAZOS EN CRUZ: EL CASTIGO ESCOLAR EN LA ESCUELA PÚBLICA FRANQUISTA (1938-1951)

    Velasco,Miriam Sonlleva (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    Resumen La disciplina escolar es uno de los fenómenos más presentes en la historia de la educación. La investigación que presentamos trata de conocer cómo fue vivida esta disciplina en las escuelas públicas franquistas. Para ello utilizamos el método biográfico-narrativo, asentado en cuatro relatos de vida de dos hombres y dos mujeres, que vivieron su escolaridad en España entre 1938 y 1951. Sus testimonios revelan cómo el maestro se presentó como la figura clave para el adoctrinamiento de los menores y sus actuaciones fueron respaldadas por las familias, la Iglesia y el Estado. Los castigos tanto físicos como psicológicos que sufrieron los escolares condicionaron su vida adulta y permanecen intactos en su memoria, dando muestras de cómo la educación autoritaria influye negativamente en las biografías de todas aquellas personas que la sufrieron durante su infancia.
  • POEMA PEDAGÓGICO: SOCIABILIDADES E RETÓRICA NA EDIFICAÇÃO DA PEDAGOGIA DE ANTON MAKARENKO

    Xavier,Cristiane Fernanda; Steffens,Marcelo Hornos (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO O objetivo deste trabalho é discutir o processo de edificação, validação e circulação da pedagogia de Anton Makarenko no contexto da Rússia pós-revolução. Por meio do exame da retórica e das sociabilidades intelectuais construídas e mobilizadas por Makarenko na produção e divulgação da sua obra Poema Pedagógico é possível verificar que o autor se esforçou para construir a ideia de uma conexão desinteressada com Máximo Gorki - figura central na promoção da sua obra - e de que a sua pedagogia fora desenvolvida à margem do oficial. Paradoxalmente, Poema Pedagógico se apresenta vinculada ao projeto revolucionário soviético na mesma medida em que buscou atender aos requisitos de uma literatura soviética nos moldes propostos pelo próprio Gorki.
  • REGRAS DE BEM VIVER PARA TODOS: A BIBLIOTHECA POPULAR DE HYGIENE DO DR. SEBASTIÃO BARROSO

    Carvalho,Michele Ribeiro de (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
  • OBRIGATORIEDADE ESCOLAR E INVESTIMENTO NA EDUCAÇÃO PÚBLICA: UMA PERSPECTIVA HISTÓRICA (SÃO PAULO, 1874-1908)

    Alcantara,Wiara Rosa (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO O objetivo do artigo é discutir como São Paulo foi se organizando administrativa e financeiramente para assumir a responsabilidade pela criação e expansão da escola pública, moderna, obrigatória e de massas, a partir da primeira lei paulista de obrigatoriedade escolar, a Lei n. 9 de 22 de março de 1874. A delimitação temporal final é 1908, ano em que foi regulamentado o funcionamento do almoxarifado da Secretaria de Estado dos Negócios do Interior, com atribuição específica de adquirir, arrecadar e distribuir todo o material de ensino às escolas públicas. O procedimento metodológico consiste em tomar a materialidade da escola como fio condutor indagando como o Estado foi, paulatinamente, atuando na abertura de escolas e fornecimento dos materiais e móveis necessários ao funcionamento das mesmas. Destaca-se que, de um lado, a administração pública e escolar foi se tornando mais complexa e formal na prestação do serviço educacional. De outro, evidencia-se que as demandas emanadas do interior das instituições de ensino também impulsionaram e exigiram uma maior organização administrativa, como a criação de órgãos e contratação de servidores para cuidar da compra e distribuição de material e mobiliário para as escolas espalhadas pelo território paulista. Examinando fontes como correspondências e ofícios de solicitação de compra de objetos escolares, livros de registro de material da Instrução Pública, orçamentos, dentre outras, é possível perceber como esta escola moderna exigiu maior investimento do Estado para dar conta da obrigatoriedade escolar.
  • JOSÉ VERÍSSIMO, UM CLÁSSICO BRASILEIRO: A ANTOLOGIA ESCOLAR COMO CANONIZAÇÃO LITERÁRIA E FORMAÇÃO DE LEITORES

    Moraes,Felipe Tavares de (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO Analisa-se neste artigo a antologia escolar “José Veríssimo - Crítica”, seleção e estudo crítico de Olívio Montenegro, editado pela Editora Agir, na coleção “Nossos Clássicos” (1958), como uma forma de recepção e seleção dos estudos literários da extensa obra histórica, educacional, etnográfica e literária de José Veríssimo. Argumenta-se que esta antologia escolar registrou o processo de canonização literária de José Veríssimo como crítico literário e, a partir disso, produziu o processo de formação de leitores ao aderir uma chave de leitura sobre a obra de José Veríssimo: a transformação em clássico brasileiro na consagração do crítico literário - contribuindo para um silêncio bibliográfico sobre os seus estudos dedicados a sociedade e a cultura amazônica oitocentista.
  • A GRAMÁTICA DAS CRIANCINHAS: UM PROJETO INOVADOR DA EDUCADORA PORTUGUESA VIRGÍNIA GERSÃO

    Coelho,Sónia; Fontes,Susana (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO No presente artigo, temos como objetivo dar a conhecer e analisar A gramática das criancinhas (1921), uma obra redigida pela então professora portuguesa Virgínia Faria Gersão (1896-1974), para o ensino da gramática nos primeiros anos escolares. A abordagem bastante original que a autora confere ao texto faz desta obra um documento de elevado interesse para a história do ensino gramatical em Portugal. Nesta investigação, é nosso objetivo levar a cabo uma análise das estratégias usadas pela autora na explicação dos conteúdos gramaticais, criadas com o propósito de facilitar a aprendizagem dos alunos. O nosso estudo permite-nos concluir que o seu pensamento pedagógico faz eco das principais correntes da época, revelando ainda pertinência na atualidade.
  • FOLHAS PARA COLHER FRUTOS: ESCRITA BIOGRÁFICA E AUTOBIOGRÁFICA NOS CONVENTOS FEMININOS PORTUGUESES (SÉCULOS XVII E XVIII)

    Lage,Ana Cristina Pereira; Oliveira,Terezinha (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO Este artigo analisa a cultura escrita a partir das formas textuais praticadas nos claustros femininos. Serão utilizadas algumas Vidas Exemplares, literatura predominante nos conventos femininos portugueses nos séculos XVII e XVIII. O fortalecimento da individualidade, o surgimento da imprensa e a Reforma Católica propiciaram o avanço da produção de biografias e autobiografias de religiosas que serviam para exemplificar e modelar um estilo de vida conventual considerado ideal aos olhos da Igreja Católica. Eram obras educativas para a normatização religiosa e que atendiam às ordenações masculinas sobre o universo feminino no interior dos claustros.
  • AMÉRICA LATINA E ABYA YALA NO ENSINO DE HISTÓRIA ESPANHOL: O “DESCOBRIMENTO”, A CONQUISTA E AS CONTROVÉRSIAS DA LEYENDA NEGRA

    Carola,Carlos Renato; Montés,Rafael Valls (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO O trabalho explicita as representações contemporâneas da História da América no ensino de História na Espanha. Explicita e problematiza as configurações textuais e iconográficas que pretendem ensinar uma história do “descobrimento”, da conquista e da colonização da América. Usou-se a metodologia da pesquisa bibliográfica e de campo, com técnica de fichamento e observações analíticas de obras historiográficas contemporâneas, livros didáticos e lugares de memória (museus e monumentos históricos). Em relação aos manuais didáticos, foram selecionados e analisados 18 livros de ensino de História editados por seis editoras no período de 2000 a 2015. Analisou-se a história do “descobrimento” e da colonização na perspectiva teórica da decolonialidade (DUSSEL, 1994, LANDER, 2005; MIGNOLO, 2007).
  • A BIBLIOTECA PÚBLICA DE CAMPO GRANDE NOS ANOS 1930 PELAS PÁGINAS DA REVISTA FOLHA DA SERRA

    Rodrigues,Eglem de Oliveira Passone; Moreira,Kênia Hilda (Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação, 2019-01-01)
    RESUMO Objetiva-se analisar a campanha de criação, implantação e funcionamento da Biblioteca Pública de Campo Grande, ao sul de Mato Grosso, na década de 1930, propagadas nas páginas da Revista Folha da Serra (RFS, 1931-1940). Questiona-se a relação entre a RFS e o surgimento da Sociedade da Biblioteca Pública de Campo Grande, organização criadora e mantenedora da Biblioteca em questão. Com referencial teórico-metodológico ancorado na Nova História Cultural, a análise compreende o impresso como importante fonte de pesquisa para a história da educação, numa perspectiva de educação para além dos muros da escola (CHARTIER, 1990; CATANI; BASTOS, 2002; BICCAS, 2008). Conclui-se que a Biblioteca Pública implantada pela RFS em Campo Grande na década de 1930, com seus eventos, concursos e debates influenciou novos hábitos, comportamentos e saberes, contribuindo para a formação e ampliação de leitores na região, expandindo, consequentemente o público potencial da RFS.

View more