• As reformas pombalinas da instrução pública

      Bontempi Júnior,Bruno (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • Instrução pública no Brasil (1500-1889)

      Gondra,José (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • A universidade no Brasil

      Mendonça,Ana Waleska P.C. (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
      Este artigo se propõe a traçar uma visão panorâmica da história do ensino superior no Brasil, tendo como foco de análise a universidade como uma instituição historicamente construída e privilegiando o período que vai dos anos 20 aos anos 60, ao longo dos quais a universidade se institucionaliza entre nós e assume a sua configuração atual.
    • A cultura brasileira

      Toledo,Maria Rita de Almeida (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • Editorial

      Saviani,Dermeval; Cunha,Luiz Antônio; Carvalho,Marta Maria Chagas de (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • História da formação de professores

      Tanuri,Leonor Maria (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
      Tomando por base trabalhos historiográficos produzidos sobre a Escola Normal em diversos estados brasileiros, o presente trabalho procura recuperar a história percorrida por essa instituição, da perspectiva da ação do Estado, ou seja, da política educacional por ele desenvolvida. Nascidas no século XIX ao nível de modestas escolas primárias e centradas sobretudo no conteúdo a ser ensinado, as escolas normais foram aos poucos incorporando um conteúdo didático-pedagógico. O ideário escolanovista as marcaria definitivamente, deslocando a ênfase de seu currículo para as denominadas "ciências da educação". O artigo aborda questões relativas a: consolidação e expansão das escolas normais como instituições formadoras do magistério para a escola primária, evolução de sua organização geral e curricular, definida, a partir dos anos 30, em nível médio, até as mudanças introduzidas pela Lei 9.394/96, que elevou a formação do professor das séries iniciais ao nível superior.
    • O ensino industrial-manufatureiro no Brasil

      Cunha,Luiz Antônio (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
      O artigo apresenta a origem e o desenvolvimento do ensino de ofícios para trabalhadores das manufaturas e indústrias no Brasil, desde o século XVIII. A tese central é a de que os preconceitos contra o trabalho manual representam o mais importante determinante da desvalorização das escolas profissionais, assim como do sistema educacional dual no país. Desde 1942, o SENAI desempenhou um novo papel na formação da força de trabalho industrial brasileira, em termos de recrutamento de alunos, pedagogia, gestão e financiamento. Nos anos recentes, todavia, essa instituição perdeu a hegemonia conquistada no campo educacional, e prepara um conjunto de importantes decisões para se prevenir dos conflitos com o Estado e os sindicatos de trabalhadores.
    • Educação não é privilégio

      Fávero,Maria de Lourdes de A. (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • Escolarização de jovens e adultos

      Sérgio,Haddad; Di Pierro,Maria Clara (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
      O artigo aborda os processos sistemáticos e organizados de formação geral de pessoas jovens e adultas no Brasil sob a ótica das políticas públicas. Oferece uma visão panorâmica do tema ao longo dos quinhentos anos de história brasileira, dedicando especial atenção à segunda metade do século XX, em que o pensamento pedagógico e as políticas de educação escolar de jovens e adultos adquiriram identidade e feições próprias. Analisa o sentido político que a ditadura militar conferiu à alfabetização de adultos e ao ensino supletivo nos anos 70, as diversas configurações assumidas pelas políticas públicas de educação escolar de jovens e adultos ao longo do processo de redemocratização dos anos 80, assim como a posição marginal conferida a essa modalidade de ensino pela reforma educacional dos anos 90. O ensaio indica como desafios a redefinição dos papéis do poder público e da sociedade na democratização de oportunidades de alfabetização, escolarização básica e educação continuada para que possam responder às crescentes necessidades formativas da juventude e das pessoas adultas no Brasil contemporâneo.
    • O método pedagógico dos jesuítas: o "Ratio Studiorum"

      Negrão,Ana Maria Melo (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • Educação como prática da liberdade

      Silva,Edvaneide Barbosa da (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • 500 anos de educação no Brasil

      Saviani,Dermeval (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • Histórias da educação infantil brasileira

      Kuhlman Jr.,Moysés (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
      O artigo analisa aspectos da história das instituições de educação infantil brasileiras. Trata das distâncias e contigüidades entre as diferentes modalidades, como a creche e o jardim-de-infância. Enfoca as políticas discriminatórias para a educação das crianças pobres e os embates entre concepções educacionais, envolvendo família e instituição, educação e assistência, puericultura e higiene, jogos e brincadeiras, desenvolvimento, cognição e recreação.
    • Educação e Sociedade na Primeira República

      Warde,Mirian Jorge (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • História e história da educação: o debate teórico-metodo-lógico atual

      Castanho,Sérgio (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • Os tempos e os espaços escolares no processo de institucionalização da escola primária no Brasil

      Faria Filho,Luciano Mendes de; Vidal,Diana Gonçalves (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
      O artigo aborda a relação entre espaço e tempo (sociais e escolares) e sua relevância na estruturação do sistema público de ensino primário no Brasil. Foi organizado em três tópicos: escolas de improviso, escolas-monumentos e escolas funcionais, pretendendo demarcar três grandes momentos da história da escola primária, definidos a partir do lugar físico-arquitetônico ocupado pela escola, bem como das temporalidades múltiplas nela vivenciadas, entrelaçados ambos a mudanças materiais e metodológicas do ensino no Brasil.
    • Contemporaneidade e Educação

      Silva,Claudia Panizzolo Batista da (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • Introducção ao estudo da Escola Nova

      Monarcha,Carlos (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • Primórdios da educação no Brasil - o período heróico (1549 a 1570)

      Martino,Marcio Constantino (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
    • O "velho" e "bom" ensino secundário: momentos decisivos

      Nunes,Clarice (ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2000-08-01)
      O ensino secundário corresponde ao atual segundo segmento do ensino fundamental (Lei 9.394/96). Este artigo apresenta uma releitura do ensino secundário na educação brasileira, destacando questões relacionadas ao acesso e à qualidade. Mostra como ele se transformou de tipo de ensino oferecido em certas instituições, sobretudo privadas, em nível de ensino de um sistema escolar. Merecem ênfase, nessa trajetória, os seus momentos decisivos, que remetem a conflitos entre projetos de sociedade, concepções formativas e alternativas pedagógicas inovadoras. O principal objetivo é compreender os significados que lhe foram atribuídos por diferentes grupos e/ou classes, no sentido da democratização da educação em nossa sociedade, significados esses transformados em políticas públicas ou na ausência delas.