Show simple item record

dc.contributor.authorMadeiro,Alberto
dc.contributor.authorRufino,Andréa
dc.contributor.authorSantos,Paloma
dc.contributor.authorBandeira,Geisa
dc.contributor.authorFreitas,Isadora
dc.date.accessioned2019-09-23T12:51:45Z
dc.date.available2019-09-23T12:51:45Z
dc.date.created2018-01-11 14:49
dc.date.issued2016-03-01
dc.identifieroai:scielo:S0100-55022016000100086
dc.identifierhttp://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022016000100086
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/20.500.12424/7834
dc.description.abstractRESUMO Introdução No Brasil, o aborto é permitido em caso de risco de morte da mulher, gravidez decorrente de estupro e anencefalia fetal. Objetivo O objetivo deste trabalho foi avaliar as atitudes de estudantes de Medicina em relação à objeção de consciência ao aborto legal. Métodos Todos os estudantes das escolas médicas do Piauí foram convidados a responder a um questionário eletrônico e anônimo com perguntas sobre características sociodemográficas, objeção de consciência ao aborto e obrigações éticas em caso de recusa. Resultados A taxa de resposta foi de 66,7% (n = 1.174). Enquanto 13,2% dos estudantes apresentariam objeção de consciência por risco de morte da mulher, 31,6% objetariam quando houvesse anencefalia fetal e 50,8% em caso de estupro. Na recusa do aborto por estupro, 54% não encaminhariam a mulher a outro profissional e 72,5% não explicariam a ela as opções de tratamento. Religião foi a única característica associada à recusa para o aborto. Conclusões A objeção de consciência no aborto por estupro foi mais frequente do que nas outras circunstâncias previstas pela legislação brasileira. Os estudantes com religião estiveram mais associados à recusa.
dc.format.mediumtext/html
dc.languagept
dc.language.isopor
dc.publisherAssociação Brasileira de Educação Médica
dc.relation.ispartof10.1590/1981-52712015v40n1e02382014
dc.rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccess
dc.sourceRevista Brasileira de Educação Médica v.40 n.1 2016
dc.subjectAborto Legal
dc.subjectEstudantes de Medicina
dc.subjectConhecimentos, Atitudes e Práticas em Saúde
dc.subjectEducação Médica
dc.titleObjeção de Consciência e Aborto Legal: Atitudes de Estudantes de Medicina
dc.typeinfo:eu-repo/semantics/article
ge.collectioncode0100-5502
ge.dataimportlabelOAI metadata object
ge.identifier.legacyglobethics:12401332
ge.identifier.permalinkhttps://www.globethics.net/gel/12401332
ge.lastmodificationdate2018-01-11 14:49
ge.lastmodificationuseradmin@pointsoftware.ch (import)
ge.submissions0
ge.oai.exportid149512
ge.oai.repositoryid1796
ge.oai.setnameRevista Brasileira de Educação Médica
ge.oai.setspec0100-5502
ge.oai.streamid2
ge.setnameGlobeEthicsLib
ge.setnameGlobeTheoLib
ge.setspecglobeethicslib
ge.setspecglobetheolib
ge.linkhttp://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022016000100086


This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record